quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Reflexão


Foto: Simone.Carboni


01 de Dezembro de 1989.
Não há canal de televisão, jornais ou políticos ávidos de votos que não explorem o problema do menor abandonado. Citam inúmeras causas, como a sócio-economica do país, descaso da sociedade vigente, como se a gente tivesse culpa que eles viessem ao mundo. O assunto é complexo, criam lares de menores como a Febem e nada de resolver o problema. Já está dando "pano pra manga".
Agora uma pergunta: - Quem abandonou o "abandonado" não tem culpa no cartório? Não cabe a ele responsabilidade nenhuma? As vistas das autoridades não devem dirigir-se às famílias carentes?
O passarinho necessita de um ninho como a criança de um lar, por mais pobre que seja.Ali ela se sente segura.
Conheço lares paupérrimos em que as crianças são felizes porque encontram apoio nos pais, pois estes trabalham, garantem o arrimo da família.
Mas a maioria das crianças abandonadas vêm de pais ociosos, alcoólatras, sem responsabilidade.
Sei de um prefeito que quis resolver o problema. Fez um levantamento através de assistentes sociais, criou escolas, mas as crianças não as frequentavam continuavam na rua, os pais as preferiam assim, esmolando, garantindo-lhes a ociosidade e o alcoolismo.
Urgia rigor com esses pais mas, encontrou uma barreira: infelizmente não há lei que puna a ociosidade e o pai tem poder sobre o filho.
Se as nossas leis fossem rígidas, se houvesse punição para os pais que não enviassem os filhos à escola, se a ociosidade fosse punida, se todos compreendessem que o trabalho dignifica o homem, o mundo seria bem melhor.
Estão me achando radical mas, procurem uma pessoa para limpar o quintal, uma empregada doméstica, um profissional para certos consertos, se vocês os encontrarem, julguem-se privilegiados.
VOVÓ GUITA

21 comentários:

Everaldo Ygor disse...

É, realmente a coisa nesse pais não muda... Crianças na rua e o Estado fingindo que não vê... 1989 - 2007, tudo igual...
Abraços
Everaldo Ygor

Junior disse...

eu concordo com tudo q vc disse


antes da gente ter odio de uma bandido ...a gente tem q procurar saber o pq deles existirem , e muita coisa leva a pessoa a ir pro mundo do crime , ela não nasce má , é a sociedade q empurra os desprovidos de oportunidades pra essa vida ...

gostei do blog , passarei aqui mais vzs =]

abraço

Zanfa disse...

Concordo também, é muito fácil reclamar da violência e não fazer nada para mudá-la.

Bacana teu blog.

slim shady disse...

Pois é,é muito facil sair Gritando PAZ! eu não praticar ela,é muito facíl dizer que precisa mudar,e não fazer nada pra mudar,é por isso que nosso pais não mudou nada desde 1989.Infelizmente.

... Raphael disse...

O Pais continua o mesmo de 10 anos atras ... e continuara o mesmo daqui a 10 anos ... pois muitos falam e pouco fazem ... se cada pessoa q promete algo faz apenas 1% provavelmente os proximos 10 anos será diferente ...
abraço

Dragus disse...

Tão antigo e tão atual... Os anos passam e no Brasil apenas se enrola.

E hoje em dia esses meninos de 89 são os mesmos que estão nos morros e nas ruas matando e morrendo.

Nanda Belém disse...

Nossa.. concordo com tudo o que vc disse... é muito fácil culpar o governo... muito mais facil jogar a culpa e a responsabilidade para outra pessoa e continuar reclamando e não fazendo nada! acho q não só sobre os menores abandonados, mas até mesmo sobre a corrupção, sobre a falta de emprego, sobre tudo... tudo tem que partir de cada um mesmo! Nosso país é gigante... as leis e a política sempre vão ter falhas... mas se partir de cada um a vontade de mudar, tudo pode melhorar!
parabéns pelo blog,viu?! e por todo o seu texto e suas idéias!
Beijos
www.beladabola.blogspot.com

Fátima disse...

O texto como sempre... já disse tudo...eu eu acho lamentável
crianças sendo humilhadas passando por necessidades,falta
responsabilidade,falta auto-estima em grande parte das pessoas mas essas crianças não deveriam pagar uma preço tão alto apenas por terem nascido...abandono...dores no corpo e até piores...na alma...
realmente lamentável.
O Blog sempre maravilhoso ...abordando temas bem profundos...como um espinho que encrava na carne...
beijus Si

Zanfa disse...

Outro fato que pode ser melhorado com a educação.

É fato compravado que pessoas instruidas tem menos filhos e consequentemente conseguem dar uma vida razoavel a todos eles...

Foi bom prá mim! disse...

Linda foto!
Ceerta vez eu precisava de um cidadão para instalar minha cortina nova... foi uma novela! Enfim, não consegui contratar ng.

Lucas Conrado disse...

Radical não, você está certa... Esse é mais um daqueles casos que tanto cobram do governo, mas não é ele que pode solucionar...
Infelizmente essa é a realidade.

Daluska disse...

... pois é... o grande problema brasileiro é esse... mts falam e poucos agem...
tá na hora de agir...
pq ficar acomodado... com tudo não tá com nada

Andrey Lehnemann disse...

o Brasil sempre foi assim , e nunca vai mudar... é desde sempre... E Lula fala que a situação está otima para os brasileiros.FDP do Caralho.

Abraço

Solanno Mattos Rodriguez disse...

Concordo plenamente... irei ler o blog mais vezes...

Lolynha disse...

Isso se chama BRASIL!

Richard disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
mec disse...

bom texto, concordo contigo!
otimo texto... porem brasileiro fica a merce esperando.... cobrando do governo.

abraço!

http://clicko.blogspot.com

Joel ( Ourinhos) disse...

Quem conheceu a vovó Guita sabe como esta senhora com quase um século de vida viveu lúcida até os últimos momentos e o quanto se preocupava com a política e educação.Viveu no interior,assistiu tantas gerações, tantas transformações...Algumas não pode ver!
É mais que justa esta homenagem e muito bonito de sua parte resgatar pensamentos antigos de sua avó. Gostaria que meus filhos um dia fizessem o mesmo com os meus!
Um abraço!
Joel

LAYLA disse...

Que legal a homanagem que vc fez! Acho que as pessoas se vão mas os pensamentos ficam!

Mara disse...

Verdadeira crítica social...Infelizmente são muitos os pais que assistem seus filhos pedir esmolas para sustentar seus vícios.Se o governo punisse estes pais de família que não colocam seus filhos na escola, talvez alguma coisa mudasse pra melhor? Não custa nada sonhar!

Carlitos disse...

Rui Barbosa escreveu um texto maravilhoso a esse respeito,
é a família que forma as cidades, as cidades que forma os estados, e os estados o país, portanto a família é a base do todo.
O indíduo age de acordo com os valores adquiridos no convívio familiar!